Como un infierno I Fãs do Independente sofrem entre dor e lágrimas.

Independente sofre com o primeiro rebaixamento em sua história, depois de seis torneios de fraco desempenho e más decisões. Outro grande time que jogará na B Nacional. Fãs encorajados sofrem entre dor e lágrimas.

Outra queda gigante. Outro que faz barulho. Soa forte. Dói, é claro, é um punhal para os fãs que se comportavam como deveriam e incentivavam o time mesmo no pior momento. Não houve milagre e, pela primeira vez na história, o Independente jogará a série B do campeonato argentino. Esta noite de 15 de junho entrará para a história, quando um outro grande cai, campeão da Libertadores, campeão do mundo, orgulho nacional, não é páreo para o destino. Lágrimas, tristeza, descrença. Mesmo com o gritos de incentivo de seus fãs, a derrota em casa por 2×0 contra o San Lorenzo causou o rebaixamento do time.

Bienvenidos al infierno.

Leia também: A arte de amar o futebol de várzea

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s